Passo a Passo para Escrever Cartas de Motivação, Essays ou Personal Statements

Passo a Passo para Escrever Cartas de Motivação, Essays ou Personal Statements

Preencha os campos e aumente suas chances de admissão em UNIVERSIDADES DO EXTERIOR.

Não enviamos spam. Seu email está 100% seguro!

Decidir Onde Estudar no Exterior – 4 Fatores Fundamentais

Decidir Onde Estudar no Exterior – 4 Fatores Fundamentais

Decidir onde estudar no exterior é uma dúvida muito frequente entre quem quer #viajarpraestudar. Neste post trouxe o resumo de uma técnica que uso com clientes da minha consultoria. Esta técnica vai te ajudar a entender quais fatores tem mais peso na hora de definir país ou programa de #graduaçãonoexterior ou #pósnoexterior.

Entre tantas opções de países e cursos… Como escolher meu destino de estudos?

Estudantes conversando nos degraus de uma universidade estrangeira. Como decidir onde estudar no exterior?
Photo by Buro Millennial from Pexels

Costumo elencar quatro fatores mais importantes. São fatores que ajudam a dar clareza na hora de pesquisar o seu destino de Graduação ou Pós-graduação no Exterior. Você pode colocá-los em ordem de importância pra você, mas eu sugiro seguir a ordem do primeiro ao quarto. Fica mais fácil!

Entendo que o primeiro fator determina mais se você vai conseguir ou não estudar em um país estrangeiro. O quarto fator é o mais flexível. A ordem dos fatores acaba por obedecer a uma lógica. Você vai entender como decidir onde estudar no exterior assim que eu te apresentar os quatro fatores.

Contei esta técnica no vídeo a seguir. Depois do vídeo, continue lendo, a técnica está mais aprofundada na continuação do post.

Decidir onde estudar no exterior. Primeiro Fator – Idioma

Em primeiro lugar, na minha experiência, vem a língua. O idioma de ensino é o primeiro fator. É importante avaliar o seu desempenho no idioma estrangeiro para definir se você já está pronto para estudar em outra língua ou se vai dar tempo de se preparar. Você precisará saber ler, falar, escrever e compreender a língua do país de destino de forma satisfatória a cursar o ensino superior.

Não dá pra generalizar qual deve ser o nível de proficiência no idioma exigido por país pois isso é heterogêneo. O nível de proficiência exigido pode variar até mesmo entre cursos de uma mesma universidade. Mas é possível fazer testes on-line ou com professores ou escolas de idioma para ter uma avaliação. Com avaliação em mãos, comece a pesquisar as universidades que estão dentro do seu nível de aptidão com o idioma.

Exemplos e Dicas para o Idioma

Por exemplo, se você domina o inglês, sua primeira etapa será procurar universidades em países de língua inglesa ou programas ensinados nesta língua. Você poderá usar as ferramentas de busca que eu compartilhei neste vídeo aqui. Mas pode ser em qualquer língua que você domine, por exemplo francês, espanhol, alemão, chinês. Caso não domine, planeje tempo e recursos para se preparar. Se for para graduação no exterior, tem um truque bem bacana, aqui.

Não querendo sair muito deste assunto… Clique aqui se você quiser fazer um teste de inglês para conhecer o seu nível. E aqui tem o link para um preparatório de TOEFL e IELTS de excelente custo x benefício. Eu recomendo!

Decidir onde estudar no exterior. Segundo Fator – Investimento

O segundo fator mais importante na hora de decidir onde estudar no exterior é o financeiro. É impossível estudar no exterior se você não estiver se preparando para investir. Você precisa pesquisar e descobrir quanto custa morar e estudar nos países que estão naquela primeira lista (a do idioma.) Aí você vai descobrir quanto precisa juntar para investir nos estudos ou se existem bolsas de estudo disponíveis para custear os estudos nesse país estrangeiro, ou pelo menos parte.

Decidir onde estudar no exterior. Terceiro Fator – Estilo de Vida

Sabendo quais países ou locais cabem no seu bolso, vem o terceiro fator. Considero que a escolha de um estilo de vida é essencial para sua experiência. Você vai olhar pro estilo de vida desses países que ficaram lá naquela segunda fase de seleção, a financeira. Observando o estilo de vida de cada um desses países, cidades ou locais, você vai entender quais experiências de vida poderá desenvolver neste local. Juntando-se a exercícios de autoconhecimento que eu sugiro neste vídeo, você poderá escolher um estilo de vida parecido com o que já tem ou experiências completamente diferentes.

Exemplos e Dicas para o Estilo de Vida

Por exemplo, aqui no Brasil a gente não tem neve e se você que vai ser muito legal para você viver por um tempo num país que tem a neve, esse vai ser o seu critério. Mas se você não suporta o frio, descarte este local ou verifique as condições para enfrentar o inverno

Se você é uma pessoa super urbana, procure opções de universidades nas grandes cidades. Caso queira a experiência de um grande campus universitário, pode procurar localidade um pouco mais rurais. Mas se quiser faculdades grandes… Pequenas… Aí, já começa a entrar até uma seleção que pode incluir diferentes cidades, em vários países ou até diferentes tipos de universidades.

Decidir onde estudar no exterior. Quarto Fator – Seletividade

E para concluir, o quarto passo é observar como é a seletividade dos programas ficaram na última fase desse funil de seleção.Você deverá avaliar, consultando o site da universidade se o processo de admissão para o programa de graduação ou mestrado ou doutorado é exigente em termos de provas, currículo, documentação etc…

E você também vai se autoavaliar, para perceber se você tá precisando se preparar mais ou se você já tá no caminho certo para esse programa. Pode ser que você precise dar aquela polida nos seus conhecimentos antes da fase de seleção.

Resumindo

Os 4 fatores mais importantes para decidir onde estudar no exterior são:

  • Idioma. O idioma que você já sabe ou quer aprender determina onde você pode começar a sua busca por graduação ou pós-graduação no exterior.
  • Investimento. O investimento que você pode fazer ou as bolsas de estudos disponíveis confirmam quais destinos podem continuar na sua busca.
  • Estilo de Vida. O estilo de vida que você quer ter enquanto estuda vai eliminar os destinos de estudo que não tem a ver com você.
  • Seletividade. A seletividade vai te ajudar a manter na lista somente os programas para o quais você decidiu de se preparar.

Todo o acompanhamento neste processo de decidir onde estudar no exterior é justamente o meu trabalho. Você pode optar por contratar uma consultoria individual para que eu possa te acompanhar nesse processo, nesse funil, de definir o país e a sua universidade no exterior.

Se você quiser saber mais sobre a minha consultoria, pode mandar um e-mail para suporte@marinalhullier.com.br .

Salve esta foto no seu Pinterest
Você guarda o post para ler mais tarde ou envia para amigos que podem gostar destas dicas!

E também pode deixar um comentário aqui, que eu posso continuar conversando sobre isso com você. Ou nas minha redes sociais. Quais as suas maiores dúvidas sobre o processo de estudar no exterior?

Espero que esse post ajude quem está em dúvida de como decidir onde estudar no exterior. Com estas dicas vai ficar muito mais fácil descobrir qual país ou cidade você deve escolher para estudar.

Se você está lendo isso e gostou! Compartilha com seus amigos, com sua família e traz mais gente aqui para conhecer o blog.

Então, é isso aí! Um beijo e até a próxima!

Tags: | | | | | |

Sobre o Autor

1 Comentário


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *